quarta-feira, dezembro 11, 2019

 

4ª feira da 2ª semana do Advento – S. Dâmaso


Vinde a Mim, todos os que andais cansados e oprimidos, e Eu vos aliviarei. (cf. Mt 11,28-30)

O Coração de Deus é manso e bom,
Amor eterno que sustenta e salva a vida.
A desesperança cura-se com a fidelidade misericordiosa,
que traz a paz e faz do amanhã uma aurora conhecida.
Aquele que virá e se manifestará, já está no meio de nós,
e a nossa salvação é voltar para Ele e toma-Lo como Mestre!

O medo do amanhã cansa porque não descansa!
A ambição e a pressa de ser rico e todo poderoso,
torna o presente uma escravidão ansiosa e trabalhosa.
Facilmente se contrai a doença da dependência
do prazer e da fama, da moda e das novidades…
e a escravidão cansa e deprime, vive de compensações!
Talvez por isso, o estresse grita por férias a todo o momento!
E o Advento é este grito por paz com a esperança de a encontrar!

Senhor, colo de Pai onde me encontro e descanso,
me alimento e fortaleço, me curo e restabeleço!
Bendito sejas, ó Cristo, Água onde me purifico,
Brisa onde me tonifico, Mesa onde me alimento,
Palavra que me ilumina, Encontro que me perdoa,
Óleo e bênção que me envia e fortalece, mesmo na doença!
Que este Advento me ajude a voltar a Ti e a partir de Ti! 


terça-feira, dezembro 10, 2019

 

3ª feira da 2ª semana do Advento


Procurar a que anda tresmalhada. (cf. Mt 18,12-14)

Deus é o bom Pastor cuja missão é procurar o que anda perdido.
Ele busca o que ama, cura o ferido, salva o perdido.
Advento é tempo para recuperar a missão de Deus,
sermos pastores como o Bom Pastor,
cuidar do outro como um irmão, com paciência e bom conselho.

Perante tanta gente marginalizada e tresmalhada,
qual é a nossa primeira preocupação, 
recuperar e prevenir ou defender-nos e atacar!
O crescimento das desigualdades, as políticas de isolamento,
o aumento da população prisioneira e da repressão policial,
o fechamento das fronteiras aos migrantes e refugiados…
denotam medo do diferente e do pobre, tentativas de banir 
ou invisibilizar o que nos incomoda e enfeia a paisagem!

Senhor, Pai bom e Pastor do que anda tresmalhado,
olhamos com esperança o amanhã, pois a tua Missão continua!
Ajuda-nos, neste Advento, a sermos missionários da misericórdia,
fermento de um mundo mais humano e amigo, reciclador do perdido.
E a mim, que sou um procurado por Ti, ajuda-me a ser um buscador
de Ti, porque o teu mistério me escapa quando Te retenho,
do próximo, porque é meu irmão desconhecido que Tu amas!


segunda-feira, dezembro 09, 2019

 

2ª feira da 2ª semana do Advento – S. João Diogo


Tentavam levá-lo para dentro e colocá-lo diante de Jesus. (cf. Lc 5,17-26)

O Senhor desceu para fazer connosco um caminho sagrado.
Ele nos purifica os pecados e nos liberta da paralisia do egoísmo.
Jesus alegra-se connosco quando a fé se torna missão,
a esperança se concretiza em caridade e a oração em intercessão.
Advento é intensificar a missão da Igreja
e tentar, por todos os meios, levar os paralíticos diante de Jesus.
E, quando isso acontece, somos nós a continuar este caminho sagrado! 

O individualismo não é só material, é também espiritual. 
É individualismo quando pensamos só em nós, 
na nossa salvação, na nossa paz interior, na nossa felicidade eterna.
O individualismo gera sempre indiferença,
enquanto que o amor gera sempre solidariedade, 
trabalho conjunto para construir o bem comum,
empenhamento eclesial e missionário,
oração de intercessão pelos pecadores e marginalizados.
Advento é empenhamento comunitário para um mundo melhor!

Senhor, nós acreditamos em Ti, na força redentora do teu amor.
Hoje queremos trazer diante de Ti os nossos irmãos doentes,
os paralisados pelo medo e pelo comodismo,
os dependentes de adições que os impedem de ser livres,
os que caminham sem rumo numa solidão que mata,
os que andam no pecado sem terem consciência disso.
S. João Diego, que nos olhos de Maria de Guadalupe,
encontraste a Mãe e te sentiste indígena amado,
ajuda-nos a viver na fé e na esperança, na missão de Deus!

domingo, dezembro 08, 2019

 

2º Domingo do Advento - Imaculada Conceição da Virgem Santa Maria


Não temas, Maria, porque encontraste graça diante de Deus. (cf. Lc 1,26-38)

Deus olha-nos com carinho e Maria encheu-se de graça,
e pela força de Deus venceu o Enganador.
Nasceu imaculada, cresceu pura, foi encontrada santa!
Não de deixou enganar pela ambição nem pela sedução, 
foi fiel na humildade, livre na obediência!
Eis a casa preparada para receber o Senhor e ser Mãe!
Maria é o caminho do nosso Advento e da esperança!

O que o Senhor encontra em nós, graça ou desgraça?
Escondemos-nos porque estamos envergonhados da nossa nudez 
ou expomos-nos transparentes e tranquilos 
na humildade na nossa pequenez e fidelidade?
Enfeitamos de Natal os velhos trapos carcomidos e sujos
ou higienizamos a vida na simplicidade e na verdade do ser?
Que honra queremos dar a Maria para que seja Advento?

Senhor, bendito sejas, fidelidade paciente e misericordiosa,
que nos envolve e nos espera, nos molda e purifica!
Bendito sejas pelo nosso Batismo, novo nascimento imaculado,
com que nos presenteias à imagem de Maria!
Maria, Senhora forte na tentação e humilde na ambição,
ajuda-nos a não cair no engano do desejo e do comodismo,
mas a amar descentrado, numa relação que dá vida!
Maria do Advento, ajuda-nos a estar preparados,
para sermos encontrados sem medo e cheios de graça!

sábado, dezembro 07, 2019

 

Sábado da 1ª semana do Advento – S. Ambrósio


Pedi ao Senhor da seara que mande trabalhadores para a sua seara. (cf. Mt 9,35-10,1.6-8)

A compaixão fez-se companheira do pecador,
cura durante a noite, ensina como Voz escondida.
É a fidelidade de Deus que nos alimenta a esperança
e somos nós os seus discípulos que lhe devemos dar visibilidade.
Jesus quer envolver-nos a todos nesta missão de salvação.
Advento é tempo para despertar para esta missão,
tempo para pedirmos a Deus que cada batizado 
seja um trabalhador nesta seara que fermenta amor e cura o mal.

Perante o mal e as desgraças do mundo,
queixamos-nos dos governos e de Deus,
em vez de nos interrogarmos sobre o que podemos fazer
para ajudar este mundo a ser melhor e mais justo.
Rezar para que o Senhor mande trabalhadores para a sua seara,
é acreditar que Ele já nos contratou a todos no Batismo
e só espera a nossa colaboração, imitando o seu Filho!

Senhor, bendito sejas, compaixão que nos salva,
nos curas e animas a ser compassivos e anjos da guarda
dos nossos irmãos, muitos deles invisíveis e desconhecidos!
Liberta-nos da indiferença e do individualismo autista,
e ajuda-nos a ser mão amiga, ombro acolhedor,
pés de discípulo missionário, ouvido confidente,
palavra de conselho, olhar de encontro.
S. Ambrósio, bispo de Milão e doutor da Igreja,
roga para que sejamos bons cidadãos da terra e do Céu!

sexta-feira, dezembro 06, 2019

 

6ª feira da 1ª semana do Tempo Comum – S. Nicolau


Jesus pôs-Se a caminho e seguiram-n’O dois cegos. (cf. Mt 9,27-31)

Jesus é a nossa luz e salvação,
mas é pela sua Palavra que O seguimos na nossa cegueira.
É pela fé que vamos neste Advento enevoado,
até que um dia cheguemos à Casa do Senhor,
e Ele nos toque e a passagem se torne visão clara.

O que nos cega é o brilho da ambição,
do enriquecimento rápido, da fama sem esforço,
do não perder a oportunidade mesmo que não seja ética e justa,
do prazer prometido, da novidade desconhecida…
E quanto mais depressa decidirmos, menos pensamos,
mais teleguiados andamos, mesmo quando não conhecemos a voz!
E a cegueira é como o vício do jogo,
quanto mais tropeças, mais sonhas voar sem obstáculos!

Senhor, Luz que não se impõe e não desanima,
porque o motor é a misericórdia e o objetivo é o ver,
tende piedade de nós e aumenta a nossa fé.
Que a tua Palavra nos guie, enquanto é noite,
e a tua mão nos toque e cure a cegueira do pecado.
S. Nicolau, bispo amigo e justo,
ensina-nos a mover-nos para além dos presentes
e a acolher o verdadeiro presente que é Jesus, Filho de Deus!

quinta-feira, dezembro 05, 2019

 

5ª feira da 1ª semana do Advento – S. Frutuoso, S. Martinho de Dume, S. Geraldo


Aquele que ouve as minhas palavras e as põe em prática é como o homem prudente. (cf. Mt 7,21.24-27)

O Senhor é a Rocha que dá sustentabilidade à vida.
A sua fidelidade e misericórdia pedem confiança e humildade,
escuta e coerência de vida, não apenas palavras ocas e sonantes!
O Advento é um apelo à reconstrução da nossa morada:
cavar fundo e reforçar alicerces, ouvir a Palavra,
discernir a vontade de Deus e pôr em prática o seu projeto!

A palavra e a imagem tomaram conta da nossa cultura,
daí a importância da retórica, das técnicas de comunicação,
da reportagem fotográfica, do tratamento da imagem!
Comunico, logo existo, mesmo que seja uma criação falsa!
E a imagem veloz criou o vídeo e o vídeo fez-se palavra!
É verdade, é mentira? Não interessa, 
o que importa é que seja interessante, inovador e engraçado!
E a vida? É uma novela-surpresa, sem enredo definido,
que o amanhã dirá como serão os próximos capítulos!

Senhor, conheces o meu íntimo e as máscaras com que me revisto,
e, apesar de tudo, continuas fiel ao teu amor e à tua aliança!
Ajuda-me, Senhor, a buscar a verdade e não o sucesso,
a fidelidade e não a novidade, o eterno e não o provisório!
S. Frutuoso, S. Martinho e S. Geraldo, bispos de Braga,
ajudai-nos a ser uma Igreja sempre em conversão,
livre para servir e forte para amar, sempre em missão!

This page is powered by Blogger. Isn't yours?