terça-feira, março 30, 2010

 

A PAIXÃO CONTINUA


Ao contemplar-Te, Jesus,
Preso ao madeiro da cruz,
Vejo o preço do pecado
Que pagaste com amor
Gratuito e sem medida,
Tão duramente selado
Por Teu sangue derramado
Até à gota saída
Do coração trespassado,
E recordo a Tua voz
Destilando amor/perdão,
Nas palavras dirigidas
Ao Pai pelos Teus algozes
E ainda ao bom ladrão.

E, apesar do Teu perdão
Ser eterno e universal,
Hoje, a paixão continua,
Fomentada pelo mal
Com raiz no coração,
No campo e nas cidades,
Nas famílias e na rua,
Matando sem compaixão.

Basta pensar diferente,
Falar e agir diferente
Do discurso apresentado
A bem da conveniência,
Para, quem faz a dif’rença
Logo ser eliminado,
Porque a voz da honestidade
Parece fazer tremer
O “portal” da falsidade
E a “nação” do poder
Que sonha todos vencer,
Sem ter em conta a verdade,
A justiça e a bondade.

Perdão, Senhor, perdão,
Se o amor que tens por mim
Não se faz dom ao irmão.

Maria Lina da Silva, fmm
Lisboa, 29.03.2010

Comments:

Enviar um comentário



Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?