terça-feira, março 13, 2018

 

3ª feira da 4ª semana da Quaresma – 5º aniversário da eleição do Papa Francisco


Aonde esta água chegar, tornar-se-ão sãs as outras águas e haverá vida. (cf. Ez 47,1-9.12)

Deus é a Fonte inesgotável da vida.
Dele só vem bem, amor santo, graça misericordiosa.
Ele sacia a sede de infinito e de fecundidade,
que habita todo o ser humano, como terra sequiosa.
O Templo é o sinal da presença desta Fonte no meio de nós,
Jesus é Deus-connosco que vai ao encontro das águas paradas,
para as purificar e tornar águas vivas de salvação.
Quaresma é voltar à Fonte do nosso Batismo!

Há em todo o ser humano a sede de Mais!
Uns chamam-lhe espiritualidade, outros mística,
outros mistério, outros paz interior, outros fama e poder…
Uns optam por ser “fonte de vista”, sempre com a mesma água,
com um motor artificial para dar a ilusão de movimento!
Outros optam por ser vaso de flores à janela,
que vê a chuva cair lá fora em abundância,
mas morrem de sede, por falta de saírem e de acolher esta água!
Outros aprenderam a ser árvore de raízes profundas,
pois sabem que o lençol de água não é superficial,
e meditam e buscam a Palavra de Deus, fonte da vida!
Quaresma é tempo para discernir e beber da Água da vida!

Senhor, Fonte inesgotável da vida e da graça,
ensina-me a reconhecer-Te entre tantas águas enganadoras.
Cristo, Água viva, que vens ao nosso encontro com a tua graça,
purifica-nos das águas inquinadas onde nos banhamos,
que nos adoecem de egoísmo e indiferença,
e nos tiram a alegria de viver e a esperança de ser!
Ajuda e abençoa o nosso Papa Francisco,
para que nos conduza à alegria da fé, à liturgia do louvor, 
à justiça do amor, à comunhão com o frágil!

Comments:

Enviar um comentário



Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?