sábado, maio 05, 2018

 

Sábado da 5ª semana da Páscoa


Nas cidades por onde passavam, transmitiam as decisões dos Apóstolos e anciãos de Jerusalém. (cf. At 16,1-10)

O Espírito Santo conduz a Igreja de Jesus Cristo
de forma sinodal e apostólica, pacífica e libertadora.
Pela escolha de Jesus fomos separados dos carris do mundo.
Isso exige discernimento contínuo para situações  novas:
o que fazer no caso de Timóteo, filho de judia e de pai grego?
Para onde caminhar nos novos caminhos da missão?
Paulo e os companheiros tentam vários caminhos, sem acertar,
até que numa noite Paulo escuta o apelo dum macedónio
e passam para a outra margem, 
convencidos de que é o Senhor que os chama!

O mundo tem em vista a eficácia, o lucro e o poder.
Para alcançar estes objetivos do “sempre mais”,
montam-se carris de alta velocidade, arrasam-se os obstáculos
e  coloca-se a máquina a funcionar pelos caminhos do êxito!
Nesta corrida, não há lugar para a ecologia, nem para a justiça,
nem para a flexibilidade, nem para a compaixão,
nem para a humanização, nem para o mais frágil e diferente!
E tempo para escutar a Deus? É visto como perda de tempo
e receio de perder a eficácia do lucro e do poder!
“Ainda se Deus falasse logo e claramente!”

Senhor, obrigado porque me escolheste,
nesta paciência misericordiosa, 
que me quer transformar em discípulo missionário!
Estar no mundo sem ser do mundo é um desafio constante,
pois exige ousar a aventura de ser diferente,
discernir o novo, interpretar a tua vontade!
Que o teu Espírito nos ilumine e nos conduza,
nesta aventura da fé e nos liberte para a profecia! 

Comments:

Enviar um comentário



Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?