sábado, junho 02, 2018

 

Sábado da 8ª semana do Tempo Comum


Compadecei-vos, mas com prudência. (cf. Judas 17.20b-25)

O amor de Deus manifesta-se na misericórdia de Cristo,
vivificada pela ação do Espírito Santo.
Jesus fez-se homem, igual a nós, menos no pecado,
para nos purificar a todos e elevar à condição divina!
A Igreja, no seguimento de Jesus, deve descer e inserir-se,
para ser pobre e compassiva, sem se contaminar,
mas sendo fonte de salvação para todos os que andam no pecado!

A compaixão sem prudência, corre o risco de ser contaminação!
A Igreja deve estar no mundo de forma profética,
ser médico sem se deixar contagiar pelo mal,
ser pastor sem se deixar perder nem cair nas escarpas do pecado.
O desafio é acompanhar a dependência da droga
sem cair na dependência, procurando ser cajado de libertação!
É inserir-se neste mundo secularizado,
amando as pessoas, sem se deixar absorver pela secularização.
A autoridade da Igreja não vem só da teoria e dos bons ideais,
mas acima de tudo do testemunho libertador e profético!

Senhor, obrigado pela tua compaixão prudente e libertadora,
sempre a meu lado, mesmo quando peco,
com a palavra da misericórdia e o desafio da conversão!
Envias-me a anunciar a santidade, mesmo não sendo santo,
para que pregando aos outros eu me converta!
Espírito Santo dá-nos o dom da compaixão e da prudência,
para que a compaixão seja o motor que nos move
e a prudência a boia que nos guia como nadador salvador!
Neste mundo secularizado ajuda-nos a ter uma espiritualidade profética!

Comments:

Enviar um comentário



Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?